viernes, 11 de septiembre de 2009

Open to the Opera


Poucas vezes tive a oportunidade de assistir uma ópera. Há vários anos atrás assisti a “Flauta mágica” de Mozart e pensei: Por que será que eu tinha a errônea idéia que ópera era chata? Talvez, naquele momento, pensasse que era muito erudito, e por ser em um idioma estrangeiro não entenderia nada. Equívoco total. Com um mínimo de conhecimento sobre a história da ópera que se vai assistir é possível entender perfeitamente, porque os sentimentos das canções se vivenciam com tal plenitude pelos cantores e pela orquestra, que é impossível não se sentir envolvido por tal arte e história.
Passaram-se vários anos sem que eu assistisse outra ópera, pois sempre me parecia caro as entradas deste tipo de espetáculo.
Nos últimos tempos tive a oportunidade de ganhar entrada a duas óperas. Uma nada convencional, Ópera y Flamenco, uma combinação a principio estranha, mas que resulta num espetáculo único e grandioso de expressão artística intercultural. (Vale a pena ver o link!)
Ontem assisti “La Traviata” e mais uma vez fui invadida por uma grande emoção por presenciar tamanha arte no meu teatro favorito, o Palau de la Música Catalana.
Senti-me privilegiada por novamente entrar nesse espaço sagrado da arte e da cultura modernista catalana e ver a maravilhosa obra de Verdi.
Ali sentada desejei que mais gente tivesse oportunidade de visitar aquela obra de arte em forma de teatro e "se abrir" para assistir uma ópera.

Há dias estou pensando que tenho que voltar a escrever no ComuniQuel, e claro, como ando tão ocupada, os dias vão passando... mas hoje não podia deixar de dividir esse encantamento com vocês. E convida-los a ver um vídeo de "Sempre Libera", uma das canções que mais gosto da “La Traviata”.





Obs1: Saudades e espero em breve poder voltar a visitar o blog de vcs.
Obs2: Joice, simplesmente: Obrigada!

besitosss
Quel

6 comentarios:

Laís dijo...

Madrinha!!!!!!!
Apesar de não conhecer o tanto que gostaria sobre óperas, é uma arte que me fascina!
Espero um dia ver um espetáculo desse ao seu lado!!!!!

pS: "La Traviata" é uma estória linda, né? Conheço alguma coisa sobre!

Estou com saudades absurdas de ti, viu?!
Um abraço bem grande!

Djabal dijo...

Certo dia encontrei um leitor que dizia ter adorado uma obra terrivelmente erudita e de difícil compreensão.
Eu perguntei se ele não achava a obra difícil. Ele me respondeu que não, leu até o final sentindo o som das palavras, e confessou que a história não importava muito, quase nada, para falar a verdade.
Pois bem, com a ópera e com a música, a nossa compreensão deve ser além dos sentidos racionais, e você se valeu dos sentimentos. Ótima escolha. Meus parabéns, e um muito obrigado por compartilhar. Besos.

Raquel dijo...

Oi Amada Laís,

Espero ñ ver um espetáculo desses, como mtos outros ao seu lado, minha querida.

Eu tbém estou com saudades absurdas de ti!!!!
Bsitossss

Raquel dijo...

E verdade Djabal, na verdade a comprensao ñ é linear. Podemos entender, comprender, vinvenciar qualquer experiencias nos deixndo levar para além dos sentindos e da razao.

Obrigada pela visita!
Besosss

¡Joice Kellen! dijo...

heyyyy de nadaaa. bjobjobjo

simplesmente curando dijo...

Nunca assisti uma ópera em teatro,mas sempre tive um conhecimento por áudio, meu pai era apreciador de óperas e desde criança ouvia muito em casa,minha avó era cantora lírica e tocava violino,e aprendi a gostar e acho belas e fascinantes.
Não é por acaso que me chamo Aída.
um abraço...