miércoles, 26 de enero de 2011

Aquele Abraço! (pleno e grato)

Acabaram minhas merecidas férias. Depois de um 2010 conturbado entre mudanças e adaptações, tudo que mais queria e necessitava no fim do ano era de férias. Pensei em fazer uma viagem sozinha para algum lugar que ainda não conheço. Adoro viajar porque é o caminho mais rápido e fácil de estar em harmonia comigo e desenvolver minha consciência sobre o mundo exterior e o meu mundo interior. Mas me sentia tão esgotada energeticamente que minha necessidade maior parecia economizar energia, me reconectar com a fonte e estar com pessoas que amo.

Foi exatamente isso que aconteceu. Não! Melhor. Foi muito mais do que isso que aconteceu.

Minhas férias foram repletas de amor. De reencontros com pessoas incríveis, algumas há 8 anos não via, outras 7 ou 4 anos. Outras tantas não havia tanto tempo assim, mas o abraço dado foi com a mesma intensidade de quem encontra alguém que se gosta muito, depois de anos.

Abraços... abraços apertados, sem pressa, peito com peito, com respiração ofegante de excitação no começo, que vai dando lugar a paz de sentir que o tempo realmente é tão subjetivo quando o assunto é querer bem, amizade e amor verdadeiro.

Teria vários nomes para colocar aqui e agradecer do fundo de meu coração por esses momentos de abraços de almas, mas quem sentiu o mesmo que eu, sabe que seu ser está neste texto, apesar do nome não reluzir. E outros nomes, de pessoas que não foi possível encontrar dessa vez, mas desejei bastante e espero que na próxima oportunidade o desejo se torne realidade.

As férias acabaram e o objetivo foi plenamente cumprido: recarreguei energias, reconectei-me com a fonte produtora e estive com lindas e amadas pessoas em Salvador, Itajaí, Curitiba e Rio de Janeiro.

Trago agora a certeza que 2011 será melhor, com novas conquistas (meu novo lar, por exemplo :D), com melhores produções, com saúde, evolução, prosperidade, criatividade, diversão, aventura, alegria, leveza e muito mais amor!!!

O fim de férias faz com que eu veja que algumas coisas devem ser levadas para o cotidiano. A atemporalidade do viver conscientemente o Agora é lição a ser lembrada para todo sempre. O reencontro com o bom conhecido e o encontro com o desconhecido sem julgamento deve sempre ter espaço.

Abraços verdadeiros sempre!

Estado de plenitude. Plena assim estou neste Agora que lhes escrevo, sabendo que me basto e que isso, não interfere no fato da presença de vocês (real, virtual ou por telefone...hehehe) me fazer imensamente bem, no sentido mais amplo que essa palavrinha de 3 letras tem.

O encantamento pelo reencontro com vocês e com o mistério da evolução\transformação pessoal é presente. É graça!


Gracias!


Aquele Abraçooooo!!!

Y besitossss

Quel

4 comentarios:

Laís P. dijo...

Ahhhhhhhh, eu queria um reencontro com minha madrinha!!!!!

Madrinha Quel, muita paz e serenidade sempre! Que você conquiste muitas coisas lindas esse ano. =)
Saudades absuuuuurdas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Raquel dijo...

Eu não queria, eu quero um reencontro com minha afilhada do coração.

E dai vamos ver se marcamos um encontro em SP?

Que nós conquistemos muita coisa linda esse ano!

Saudadessss Absurdassss!!!

Beijos e abraços de alma!

Djabal dijo...

Que seja muito bem vinda, energizada, preparada e com ganas de conquistar o que você quer.
Bastante harmonia, paz, saúde, o resto é consequência. Felicidades&Besitos.

Djabal dijo...

Ouça também La Frontera cantada por Lhasa de Sela, e ficarás completamente apaixonada pela artista, se é que não a conhece... Besos.