martes, 7 de diciembre de 2010

Dias




Tem dias que há tanto a dizer que as palavras não dão conta e o medo é de ruído.

Tem dias que quase nada precisa ser dito.

Tem dias que são silêncios.

E dos silêncios novos dias, diferentes e iguais nascem.

5 comentarios:

Daniel Farias dijo...

ou um bocado de coisa

Daniele Barizon dijo...

Um dia após o outro, reflexos do tempo que passa contra/a favor da nossa vontade.

Saudades do seu blog!

Bjs!

Paulo-Roberto Andel dijo...

M + U

=

MU!

rsss

beijocaaaaaa

Raquel dijo...

Iel

Valeu a a visita! Espero que a gente se encontre qualquer hora dessas para conversar um bocado de coisas. :)

Raquel dijo...

Dani e Paulinho

Que bom ver vcs por aqui. Em breve nos vemos no Rio :D

Besitosss