martes, 19 de mayo de 2009

Empacada

Às vezes empaco.
Não posso retroceder e não consigo avançar
Não no ritmo que desejo.
Nessas horas o que fazer?

1ª opção: revoltar-se
2ª opção: sentar e chorar
3ª. opção: esperar “algo” acontecer e me desempacar
4ª opção: rezar para que algo aconteça
5ª opção: mudar de estratégia
6ª opção: ignorar, só por um tempo, e colocar atenção em outra coisa
7ª opção: dormir e esperar sonhar com a solução
8ª opção: adaptar-se à nova situação
9ª opção: dividir o empaco com outras pessoas e descubrir como cada um sai de situações empacatórias.
10ª opção: NDA - nenhuma das anteriores

Coloquei no meu msn a palabra empacada. No segundo dia uma amiga me disse:
- desempaca!!!
- tá difícil, levo dias empacatas
- eu tbem empaco às vezes.... na verdade eu congelo....paraliso!
- mas eu tô bem...saindo de uma dessas fases de congelamento...rs
- e dai qual a sua estratégia para descongelar, desparalisar, desempacar?
- ai sei lá viu.... chega um momento que eu saco que eu congelei...olho pra trás... consigo visualizar o ciclo... aí consigo começar o movimento contrário....
- hum…
- isso acontece às vezes.... já to meio acostumada...rs
-...interessante
- inclusive...tô indo na terapia agora mesmo...... preciso ir, beijos!!!!!!!
- e cada vez consegue iniciar o movimento contrário com menos dor e mais precisão, verdade?
- sim, cada vez é mais fácil
- vamos falar no skype qq hora dessas!
- claro! eu quero!!!
- qdo eu levanto de manhã e começo a arrumar a casa... meu quarto, faço café da manhã...percebo que tô descongelando.... é um sinal muito muito claro, que tô mudando de rota...Tenho que ir!
- ok! Tô com muitas saudades!
- eu tbém!!
- te adoro!!!
- eu tbém!!!!
-bjos
-bsitos

Com dois minutos de conversa já me sinto melhor. Empacar é um processo natural daquele que se move. Só quem quer seguir adiante pode se sentir empacado em algum momento.
Sei que em questões de dias me desempaco, enquanto isso avanço com outro ritmo, e aproveito para em cada momento agir de uma forma. Choro, rezo, ajo, mudo de estratégia, aceito, me rebelo, mudo o foco, durmo, sonho, desperto, tenho insônia, regulo o foco, adapto e divido o empaco.

E vocês, como desempacam?

Obs: na verdade é a tesis que está empacada, estou escrevendo o ÚLTIMO capítulo, um capítulo que já está todo estruturado, mas como dependo da boa vontade de outras pessoas para realizar algumas entrevistas, não posso avançar como quero.

Besitosss
Quel

Ah! Obrigada a todos aqueles que sempre tentam me desempacar dando um empurrãozinho.

24 comentarios:

Paulo-Roberto Ândel dijo...

UFA!

Pensei que vosmicê não gostasse mais de mim!!!

Ainda bem que me enganei, hehehe!

Uma beijoca e...

MUUUUUUUU

rsssssssss

Raquel dijo...

Magina sô! Ondi já se viu pensar uma cosa dessa, Seu Paulinho.

Mas vc nao me disse como se desempaca?

Lu Cavichioli dijo...

Oi Quelzinha linda, que saudade de vc. Nunca mais nos falamos depois que sai do GO?! Mas que feliz em te ver no blogger.
Obrigada pela visita, vi teu rostinho lá.
Beijo de carinho!

Lu

JOICE WORM dijo...

Nan... A Quel vai a terapia? Nan... Uma pessoa que viaja, que lê, que teve oportunidade de estudar, que viaja, que experimenta, que vive. Como pode conseguir empacar? Tu tens gasolina que chegue para não parar, linda! É impossível dizer que está empacada. Vá ver que foi só para dencansar o motor, mas nunca por pensar em parar... Aí sim, já acredito!!
Muaaaaaaaaaaac!

Djabal dijo...

Há que se esperar. A mente possui vida própria e independente de nós mesmos.
Porém, quando levamos um empurrão, caímos ladeira abaixo, numa sensação de queda tremenda. ...eis que, na queda percebemos que o pontapé do diabo leva ao céu.
Essa é a receita, mas aceito suas variações que são uma espécie de DNA de cada um. Besitos.

Paulo-Roberto Ândel dijo...

Aahahahahahahahaha!

Bom, agora há pouco, empaquei: não achava onde clicar para escrever aqui de novo.

Sou um empacado.

Meu livro com 3 amigos sobre o Flu está empacado. Tenho 600 poemas para organizar, empacados. Crônicas sobre Copacabana, 60, empacadas. Minha dor está empacada; meu amor, também.

Ninguém poderia ser pior do que eu pra te recomendar um "desempacômetro".

Tem algo da Bahia de Caymmi em mim.

E, como ele genialmente escreveu, "um dia eu chego lá".

Você, muito mais rapidamente.

Será que ver o horizonte adianta? O céu, as constelações? Imaginar planetas?

Espero que sim.

Às vezes, pensar no assunto empacador pode nos dar um estalo e pimba!, quando menos se espera. Vai.


Beijoca de siempre.

M-U-U-U-U-U-U-U-U-U.

Ricardo Calmon dijo...

Quel linda e amadérrima nossa,se preocupe não,assim todos somos,entre o empacar e desempacar,a vida continua ,cada vez mais bela!

Viva a Vida!

bzin!

Salete Cardozo Cochinsky dijo...

Querida Quel
Saudades
Agora que constatei que há um outro POST que não havia percebido antes. Também ando empacada com a escrita, com ligar o PC. Veio a inspiração para pintar uma telas que me aguardavam fazia tempo.
Nessa tua situação, prefeitamente compreensível. Lembro dos dias que precisava mudar de foco para poder "concluir" essa parte de um trabalho, quando dependemos de outros então... Não não é empacar e preccisar esperar mesmo. Faz parte da vida.
Besitos, bueno que desempacou.
Saletita

Mariano P. Sousa dijo...

Ôi Quel!
Não esqueça!
Quando encontramos uma pedrano caminho e ela é grande demais fazemos um contorno e seguimos em frente assim não haverá obstáculos intranspnivel!
Acho que a melhor melhor saída é o 8º item!
beijos!

Marcos Santos dijo...

Eu empaco o tempo todo. Meu ciclo é mensal, quase menstrual.

Beijo

antes blog do que nunca! dijo...

Querida Raquel,

Eu acrescentaria uma 11ª opção: Tomar um bom banho relaxante...deixar as vibrações menos boas ir pelo cano abaixo.

De corpo revigorado, com água (que tudo purifica); estamos prontos para exercer a lei da atracção.

Pensar positivo, faz tudo à volta positivo.

1 Bj*
Luísa

Rosemari dijo...

Quando empaco desse jeito émelhor nao lutar contra. Espero passar e pronto. Daqui a pouco desempaco.
RAquel adorei sua visita .

Beijos

Raquel dijo...

Oi Lu, Obrigada pela visita, passei rapidinho no seu blog, mas pretendo voltar com tempo. Agora que tbéme stou no blogger nao perderemos mais o contato.
Bsitosss

Raquel dijo...

Ai Joyce,

A gente empaca sim, ou pelo menos eu empaco, mas como vc disse nunca é para desistir, enquanto esfria o motor penso em como seguir adiante.

Bsitosss

Raquel dijo...

Ai Dajabal, só vc! Realmente sinto as vezes que a mente tem vida propria, mas eu nao sou mente, e tenho que fazer as outras partes de mim conversar a cabeça dura da minha mente a me obedecer.
Claro as vezes é preciso, empacar, esperar, descansar... como por que chame este estado que precede a próxima açao.

Mais uma coisa é verdade que é preciso der cuidado com os "empurraozinhos" alheios.

Besitosss

Raquel dijo...

Paulinho, que bom saber que vc é humano como eu e tbém empaca...hehehe
Mas realmente faltou a opçao: olhar o céu, seja o sol, a lua, as estrelas...só nao escrevi no post, mas sempre recorro a contemplar a natureza para agradecer, para pedir, parfa orientarme.

Besitosss

Raquel dijo...

Calmon, sempre sábio e solidario sobre o sentir humano.
Vida a vida!
Viva vc!
Besitosss

Raquel dijo...

Saletita,

Que motivo mais "tudo de bom" para empacar na utilizaçao do PC, Inspiraçao para pintar telas!!!

Mostra para gente alguma coisa depois!

Besitosss

Raquel dijo...

Amigo Mariano,

Acabei usando varias opçoes, mas a que mais surtiu efeito foi a numero 8 mesmo!
Besitosss

Raquel dijo...

Marcos,

Obrigada por sua vida sincera e bem humorada!

Bsitosss

Raquel dijo...

Luisa querida,

Ótima lembraça! Um bom banho e pensamento positivo é fundamental, eu sempre uso a 11ªapçao, nao resolve o problema, mais ajuda.

Bsitosss

Raquel dijo...

Rose,

Tem coisas que nao para agir assim eu qdo eu posso simplesmente esperar passar, é perfeito porque as coisas como tem que ser, na hora que tem que ser. Mas tem outras coisas que nao podem esperar, tesis com data marcada, por exemplo.

Besitosss

♥ Denise BC ♥ dijo...

Quel
Sei exatamente o que está sentindo e passando. Fiz um curso de especialização para me reciclar, porque sou formada há muitos anos e isso é extremamente necessário.
Tudo correu perfeitamente bem,aliás muito melhor do que o esperado. Então chegou a hora do meu projeto de pesquisa. Tinha tudo muito bem definido: o tema e os objetivos. Fiz uma pesquisa incrível, apesar dos meus orientadores terem dito que era um tema inédito e não teria material para trabalhar. Não me importei com isso, fui enfrente, porque sinceramente, num tempo globalizado como o nosso inédito é um pouco forte.
Pesquisa feita, entrevistas realizadas, bibliografia toda lida, ah! estava bom demais, até que me dei conta que teria que começar de trás para frente, aí empaquei. Porquê? O arquiteto parte do o desenho, onde ele descarrega toda sua criação, para depois realizar a descrição. Só que nesse caso não daria para ser assim, teria que fazer da descrição para a criação. Foi um sofrimento só, muitas noites sem dormir, falta de apetite, arrependimento de ter começado aquela empreitada, e muitos outros sentimentos que iam e vinham. Tentava me distrair pensando e fazendo algo completamente diferente, mas voltava no mesmo ponto, NADA.
Até que um dia acordei animada, resolvi encarar o problema de frente e aceitar o desafio, até porque eu gosto de novidades, então porque estava com receio de começar?
Menina! deslanchei a trabalha num ritmo inacreditável, parecia que aquelas coisas estavam dentro de mim, doídas para explodir, e finalmente desempaquei, assim, sem nenhuma explicação ou milagre.
Ficou um trabalho excelente, fui graduada com louvor.
Sou muito auto-crítica e detalhista, e por muitas vezes isso me atrapalha bastante, mas essa experiência que tive me ensinou mais que o curso inteiro.
Bjs de uma ex-empacada.

Daniele Barizon dijo...

Oi, Quel!

"Empaquei" e demorei a comentar aqui, rssssss!!! Brincadeira, estava dificil conseguir tempo. Mas entendo exatamente o que quer dizer. Quando "empaco" algum trabalho, me deixo estar ateh onde posso... Depois, quando vejo que os prazos estaum expirando, tento me dar uma injeçao de animo - o que, alias, nem sempre eh facil. Profissao dificil essa nossa, hein?

Bjs!